Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer vitae adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget ut, dolor. Aenean massa. Cum sociis pretium qui asem. Nulla consequat massa quis.

Popular Post

Sign up for newsletter
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Clarices

Sinopse

Três velhas senhoras criam uma feira de histórias através de pequenos bonecos vindos da Bessarábia, um país que não existe mais. Como num conto de fadas, esses antigos bonecos e essas velhas senhoras, atravessaram o tempo e os mares para criar um lugar mágico, onde memórias esquecidas, objetos jogados no lixo, reis e princesas revelam uma Bessarábia imaginária, que todos temos dentro de nós.

Ganhador do Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem<br /> Categoria: Prêmio Especial pela Sensibilidade e Talento na restauração e manipulação de bonecos artesanais do século 19<br />

Release completo

Era uma vez um país chamado Bessarábia. E era uma vez mesmo, porque esse país não existe mais. Há alguns anos atrás, passeando por uma feira de antiguidades, eu vi, como por encanto, escondidos no fundo de uma barraca, alguns bonecos muito antigos e perguntei pro vendedor: – De onde são? – Da Bessarábia, disse ele. – Bessarábia?! Nunca tinha ouvido falar. – É um país que não existe mais, falou o vendedor. Não tive dúvidas. Fiquei com todos. Bonecos que representavam reis, princesas, camponeses, capetas, que daqui há pouco devem aparecer por aqui pra infernizar um pouco a cena! Agora eu tinha um tesouro, que representava a história de um pais que não existia mais. Assim como as memórias que se perdem, as coisas que são abandonadas, descartadas. A Bessarabia deve existir na memória de seu povo espalhado pelo mundo e nesses bonecos que fizeram florescer dento de mim, memórias vividas e memórias inventadas. Essa é nossa homenagem a todas as memórias esquecidas. Essa é a nossa Bessarabia”.

Dezessete bonecos em uma pequena caixa de madeira, vindos da antiga República Soviética, a extinta Bessarábia, chegaram até uma barraquinha da feira de antiguidades da Praça Benedito Calixto, em São Paulo. Como num conto de fadas, de alguma forma esses pequenos bonecos atravessaram o tempo, datam do final do século XIX, por volta de 1850, os mares, o mundo e chegaram até São Paulo. Muito provavelmente, com as primeiras famílias judias que chegaram ao Bom Retiro na década de 1880, vindos da Bessarábia e da Lituânia. Ao encontrá-los em uma barraca de feira de uma praça em um sábado de 1997, nasce a vontade de fazer esse acontecimento mágico, virar uma peça de teatro e também de fazer com que esses pequenos bonecos, que provavelmente pertenciam a alguma companhia de teatro itinerante, voltassem à cena e continuassem cumprindo sua função de criar e contar histórias nas ruas, praças, escolas e teatros de todo o mundo.

Ficha técnica

Direção: David Taiyu
Dramaturgia: Juliana Gontijo e o grupo
Atrizes/manipuladoras: Eliana Bolanho e Juliana Gontijo Atriz/manipuladora convidada: Sylvie Layla ou Flávio Pires
Direção Musical: Flávio Pires
Figurino: David Taiyu
Costureira: Cleide Mezzacapa Hissa
Concepção de Luz: Sylvie Layla
Cenário: Flávio Pires
Adereços: Flávio Pires e Sueli Andrade
Programação Visual: Pedro Maia
Fotos: Giuliana Cerchiari
Administração: Eneida de Souza
Produção: Eliana Bolanho
Realização: As Graças
Indicação: Livre
Duração: 50min

O espetáculo foi indicado a três categorias do Prêmio de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem de 2014 e vencemos na Categoria Especial: Pela sensibilidade e talento na restauração e manipulação de bonecos artesanais do século XIX.

“Bessarábia – Uma Feira de Histórias” é um espetáculo criado para crianças, mas que também conversa com os adultos, pois toca em questões delicadas como a memória, a velhice e o Alzheimer, através de histórias recolhidas de todas as partes do mundo.